Fuga conjunta

Eu proponho a mim uma fuga conjunta.Uma fuga rápida e indolor,daquelas escapadas maestrais pela porta do fundo,ou por aquela janela insignificante.

Algo leve,e que não deixe rastro,nem pegadas,absolutamente nada que se possa seguir.

Eu proponho uma fuga desvairada de mãos dadas com a loucura,em direção a lugar algum.Proponho pegar caronas,e fazer longas caminhadas.

Sim,proponho uma fuga,fuga de todos os dedos negativos,de todas as lágrimas,e de tantas reprovações e decepções.Fugir de tudo que sufoca um tímido vulto criativo,e que afugenta um suplício de inspiração.

Fugir daquilo,que antes sustentava,mas que passou a engolir vagarosamente os movimentos.

Não,não fugir das raízes,mas do emaranhado delas que sobrepõe seus traços únicos,linhas de expressão e sorrisos exagerados.

Proponho distanciar do fôlego profundo toda e qualquer manifestação carcerária.Proponho,e me disponho,fugir pra algum lugar livre,não de conflitos,mas de tanta cabeça-dura opositiva.Diferente do que se acha,não fugir por medo ou covardia,mas sim pelo cansaço de um embate que se sabe,não há como vencer.

Proponho uma fuga conjunta,adjunta e mais que nunca das correntes vocais,das amarras visuais,das jaulas sensoriais,pela libertação de um puro sentido.

Enfim,proponho não somente uma fuga,mas um encontro.Onde se possa descartar toda influência errônea,e recuperar tantas individuais tradições.

Proponho,um encontro,em qualquer lugar e lugar algum.Figurada ou literalmente falando,pra quem quer que chegue,que se aparte ou se junte;em prol de respiro inventivo e de uma complementação carnal.

“I won’t suffer, be broken, get tired, or wasted
Surrender to nothing, or give up what I
Started and stopped it, from end to beginning
A new day is coming, and I am finally free.”

;D

Anúncios

4 comentários sobre “Fuga conjunta

  1. Fugas sempre são bem-vindas. Um encontro “Onde se possa descartar toda influência errônea,e recuperar tantas individuais tradições”…esse sim é o encontro que precisamos.

  2. Enquanto não se tem ares, encontramos nos picos de insanidade conforto pra criação, grama pro sonho. De fato, precisamos dar um descanso pra incessante necessidade oprimida em um meio mais amplo e acalantador
    Ai, Midori, obrigado por abrir portas e olhos, se pudesse, juro, choraria pois compreendo de imenso tudo que foi escrito, obrigado por ainda gritar, és um exemplo, lindo exemplo.

    Te adoro. Beijos!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s