bolsinho

Ele entrou,e eu vi.Ah,não sei onde meu fôlego foi parar.E ele viu,que o tinha visto.Chegou mais perto,e de uma forma convincente se afastou,me fazendo esgueirar entre os outros numa furtiva tentativa de senti-lo.

E sentou,bem ali,e desviou o olhar convidativo me puxando sem braços e forças pra ocupar o mesmo espaço.Ele me olhava de olhos fechados.Me olhava pelos fios de cabelo.

Tive que conter meus dedos,verdade,pra que não o tocassem.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s