Tributo à Mnemosine

Vou construir,bricolar,decorar.Uma caixa perfeita em extensão,gigante em mutação.Vou transparecer o que de fato me foi dado e transformar cores em retalhos.Vou limpar com todo o cuidado,e com desmazelo desnecessario encaixar cada um daqueles 23.Sigilos vão ser criados,pra cada um dos meus desejos.Talvez eu tente dormir por lá um tempo,com a essência do esquecimento,com a raíz da memória.Me faria bem,desmemoriar pra variar.

Em cada cantinho,vai ser acomodado.Nada fisico,nada limpo,nada belo.Só o que se faz de obtuso em mim.Vou leva-lá pro íntimo,pro útero,pro silêncio e deixar aquecer nas mãos da personificação.

Cair no permear,chorar pra semear.É indigno ter de lembrar,é inoportuno se orgulhar.Tantos cantos,repletos de bagagem.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s