minhocas no asfalto.

ouviu o encomodo do lado de dentro das orelhas e mesmo sentindo que estavam quase ali,não conseguiu fazer aquela coceira passar.chacoalhou a cabeça de um lado pro outro,pra ver se de algum buraco aquele reboliço saia.e mesmo com todo o esforço dos dedos,tentando se fazer cada vez mais finos,nada entrava,nada saia.e pelos olhos era possivel ver todo aquele movimento disritmado,todas as ideias passando umas por cima das outras,se enroscando com sonhos e memórias,se apertando com os dialogos sem deixar espaço pros miolos.torceu a língua pro lado de dentro e por pouco,experimentou o gosto do emaranhado.

 

-por fim,pôs fim.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s