sou,intermitente.

Quando o choque de realidade e existência a atingiu,se deu conta do desprendimento que tinha pela vida e se assustou por sentir a indiferença com que olhava pro estado de permanência.

E agora eram os dias que passavam por ela,porque,intermitante,perdera a capacidade de percorre-los,como peixes numa rede de pesca que imploram pra serem arrastados contra a correnteza.

Ela,parou no estágio de concluir e se contentou em entregar-se aos riscos e só se precavir diante dos olhos dos outros.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s