Eu compreendo perfeitamente a natureza irracional dos sentimentos e respeito,hoje mais que nunca,o abrupto nascimento das reações e ações humanas sem muito atribuir valor sentimental e sem muito leva-las em consideração,já que o sentir,reagir e pensar crescem da raiz da subjetividade individual que esta além da minha capacidade de apreensão.
Dito isso,eu me dou também o direito de não ser imparcial diante dos meus reflexos sentimentais,e mesmo estando eu dotada da noção dos conflitos da vivência e convivência humana,protejo minha liberdade de odiar,desprezar,desdenhar,subjulgar e ignorar fatos que me provocam reações cujos motivos não me são conscientes.
Respeito o que se sente como certo cada individuo e não questiono seus motivos,porém tenho em mim também a vitalícia possibilidade de não concordar sem também serem questionados meus motivos.
O que os outros pensam ser verdadeiro é bem verdade para eles,e só para cada um deles.
A minha verdade existe em mim,e por existir em mim,eu sou a minha própria verdade.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s