E.

Não sei ainda se vou te enviar esse email, mas percebi que você é a única pessoa pra quem eu consigo escrever com toda sinceridade.Não sei se vou enviar simplesmente porque não acho justo da minha parte aparecer pedindo atenção reconhecendo o fato de que eu não dei nenhuma atenção até agora.Eu não consigo lidar com todas as coisas ainda.

Eu queria que alguém soubesse o que ta acontecendo comigo, e mesmo que não soubessem…pelo menos eu deixei manifesto de alguma maneira.

De repente eu me dei conta de ter me tornado mulher. Nunca achei que um dia me reconheceria mulher, não menina, nem moça, mas mulher. Não foi uma questão de atributos, nem de uma sexualidade exacerbada. Pouco importa se eu sou hetero, homo, ou uma jamanta. Acho que de alguma maneira todas nós sentimos isso em algum momento. Ou pelo menos espero que sintam. Eu devo isso ao Mauro, por me fazer perceber o que é amar alguém. Por ter me feito perceber o espaço que existia em mim acenando pelo contrabalanço dos meus demônios. Amar alguém me fez abrir, o que no começo era uma janela, a porta inteira. Foi como um clamor interno,  que dentro do meu universo, tinha um mundo que só podia ser habitado a dois. E como eu gosto de estar nesse mundo.

Hoje eu amo mais alguém. Sinto como se pela primeira vez alguém tivesse paciência comigo. É tão egocêntrico e aconchegante reconhecer o bem que a pessoa te faz e o bem que você também faz a ela. Eu fui um daqueles gnus africanos que bebe água no lago sem perceber que tinha um crocodilo gigante na minha frente, prontinho pra me pegar pelo nariz. Eu caí de quatro, rolei na água e abracei. O que tinha na garganta do crocodilo foi uma das coisas mais lindas que eu já vi.

Talvez seja essa a condição pra eu ter me tornado mulher. Ter coragem pra amar alguém independente de qualquer apego fútil nem expectativa a longo prazo. Mas ainda assim me entregando a toda doçura e companhia.Ter coragem não significa que eu não esteja com medo a cada minuto. Eu sinto meu coração na boca, num estado de êxtase entre gozo e espanto.  É como se eu estivesse me sufocando em transe.

Ainda assim, eu preciso subir e tomar um ar de vez em quando.

M

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s